quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Papa aceita pedido de renúncia de dom Alfredo Schaffler


Bispo coadjutor, dom Juarez Sousa da Silva, assume o governo pastoral da diocese de Parnaíba
O papa Francisco acolheu, nesta quarta-feira, 24 de agosto, o pedido de renúncia ao governo pastoral da diocese de Parnaíba (PI) apresentado por dom Alfredo Schaffler (à direita na foto), por motivo de idade. Ao mesmo tempo, foi nomeado como novo pastor da Igreja particular o bispo coadjutor, dom Juarez Sousa da Silva (à esquerda)

Dom Juarez

Nascido em Barras (PI), em 30 de junho de 1961, dom Juarez Sousa da Silva foi ordenado presbítero em 1994, na cidade de Barras (PI). Dom Juarez é mestre em História Eclesiástica pela Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, na Itália. 
Dom Juarez foi nomeado bispo em 27 de fevereiro de 2008 e ordenado em 17 de maio do mesmo ano, em Oeiras (PI). Ele integra a Comissão do projeto "Comunhão e partilha", que tem ajudado várias dioceses e prelazias do Brasil, que não têm recursos, na formação de seminaristas.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

“Devemos manifestar a misericórdia de Deus através da nossa vocação”, afirma dom Sergio


Presidente da CNBB abriu atividades do Consep

“Manifestar a misericórdia de Deus por meio da nossa vocação”. Esta foi a motivação do arcebispo de Brasília e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Sergio da Rocha, durante a celebração da palavra que abriu as atividades do Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da entidade, reunido em Brasília (DF) nesta terça e quarta-feira, 23 e 24 de agosto. 
No contexto do Mês Vocacional, foi proposta a temática “Vocação: dom da divina Misericórdia”. Segundo dom Sergio, o texto do Evangelho de Marcos, quando um homem pergunta a Jesus o que deve fazer para ganhar a vida eterna e Ele “fitando-o, com amor” responde que deve vender seus bens, dar o dinheiro aos pobres e segui-Lo, recordou que “toda a vocação na Igreja tem a sua origem no olhar compassivo de Jesus”. 
Em sua reflexão, dom Sergio afirmou que a “mensagem do Evangelho ressalta o olhar de Jesus àquele e àquela que é chamado. Jesus olhou com compaixão, com misericórdia”. Para o presidente da CNBB, a vocação, na proposta de meditação, “é sempre dom da misericórdia de Deus, fruto da compaixão de Deus”. 
“Não é uma afirmação teológica, mas uma experiência que nós vamos fazendo na própria vida e, como a nossa vocação, na origem dela está a compaixão, a misericórdia de Deus”, disse. 
Dom Sergio explicou que a misericórdia não se expressa apenas no perdão, no momento de fragilidade, no momento de pecado, mas também como “ternura de Deus, como graça, gratuidade”. 
“A nossa vocação dá os frutos esperados por Deus por meio da misericórdia”, afirmou. Dom Sergio concluiu lembrando das pessoas sofridas e necessitadas do olhar compassivo e misericordioso de Deus por meio dos olhos dos vocacionados e vocacionadas, cuja fonte e sustento é a misericórdia. “Devemos manifestar a misericórdia de Deus através da nossa vocação”, finalizou.

Programação

A reunião do Consep começou com a apresentação da análise de conjuntura e uma exposição sobre a atual situação do Sistema Único de Saúde (SUS), feita pelo cardiologista e membro da Comissão Brasileira Justiça e Paz, Geniberto Paiva Campos. Ainda nesta terça-feira, os bispos escolherão o tema da Campanha da Fraternidade de 2018 e tratarão sobre o Ano da Misericórdia e o Ano Mariano, em 2017. Outro assunto a ser abordado refere-se ao Projeto de Emenda Constitucional 241, que pretende congelar por 20 anos os gastos primários do governo, como saúde e educação.
Na quarta-feira, haverá reflexão sobre a exortação apostólica pós-sinodal do papa Francisco Amoris Laetitia, com exposições das Comissões Episcopais para a Vida e Família e para a Doutrina da Fé da CNBB. A Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato também fará uma intervenção. Haverá ainda reunião dos presidente das Comissões com seus respectivos assessores e planejamento de seminário sobre a temática escolhida para a CF 2018.

Encontro de Atualização para Presbíteros - 2017

A contínua construção da unidade de vida

APRESENTAÇÃO

A CNBB, através da Comissão Episcopal Pastoral para   os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, cumprindo   decisão da 52ª Assembléia Geral, realizada de 30 de abril a   9 de maio de 2014, em Aparecida - SP, promoveu em 2015 o Encontro de Atualização para Presbíteros, na linha da  formação permanente. O Curso teve a duração de 20 dias, de 05/01 a 25/01/2015, na Casa Retiro das Rosas, em Cachoeira do Campo - MG.
Motivados pelo bom êxito da primeira experiência, vamos realizar o 2º ENCONTRO DE ATUALIZAÇÃO PARA PRESBÍTEROS, de 02 a 22 de janeiro de 2017, no mesmo local.

DESTINATÁRIOS:

O Encontro é endereçado a presbíteros diocesanos de todo o Brasil, que tenham de 10 a 25 anos de sacerdócio; que estejam em pleno exercício de seu ministério e na ordinariedade da vida e da missão presbiterais; que estejam em momentos de mudanças de atividades pastoral-missionárias; que estejam em momento particular que exija uma revisão de vida; que queiram abrir o coração para amar, rever, celebrar, agradecer e fortalecer o dom da vocação.
Está organizado de forma a atender a um grupo de 50 presbíteros. Quanto aos participantes, o encontro deseja contemplar na medida do possível, as diferentes regiões do Brasil.

OBJETIVOS:

Geral:
Aprofundar a vida e a missão dos presbíteros, em tempo de globalização, como discípulos missionários de Jesus Cristo a serviço do Reino.
Específicos:
  • Visitar a própria história e seu itinerário vocacional;
  • Destacar a centralidade da palavra de Deus e da Eucaristia no exercício do próprio ministério;
  • Favorecer uma maior unificação e integração da vida pessoal e presbiteral.

 

AMBIENTE

Hotel fazenda - propriedade de religiosas Salesianas; quarto individual; banheiro; lavabo; alimentação farta e variada; auditório; capela; salas para reuniões de grupos; piscina; sauna; carroagens para passeio; gado leiteiro; jardins; quadra para diversos esportes. Clima ameno. Cachoeira do campo está a cerca de 70km de Belo Horizonte e bem próximo de Ouro Preto e Mariana.
Mais informações no site: www.retirodasrosas.com.br

 

EIXOS TEMÁTICOS

  1. Vida humano-afetiva: afetividade, celibato, relações humanas, vida saudável, educação alimentar, exames médicos básicos.
  2. Vida espiritual: Eucaristia, Liturgia das Horas, Leitura Orante da Palavra, Direção e Aconselhamento Espirituais, Confissão, Liturgia, Projeto de Vida.
  3. Vida Comunitária: Grupos de vida, trabalhos em equipes, trabalhos manuais, partilha de vida, correção fraterna, lazer e Pastoral Presbiteral.
  4. Vida intelectual: Além dos temas estritamente teológicos, serão abordadas questões relacionadas à Gestão Eclesial, Administração Paroquial e  Evangelização pelas redes sociais.
  5. Vida Apostólica: Partilha de experiências missionárias, planejamento pastoral, estágio pastoral e técnicas de comunicação.

 

METODOLOGIA

O Curso terá sincronicamente dois momentos: teórico e prático e será conduzido por uma equipe multidisciplinar. No presente Curso será valorizada a experiência de vida presbiteral. O testemunho de vida terá lugar de destaque.
O programa também contemplará celebrações eucarísticas diárias, Liturgia das Horas, Leitura Orante da Palavra de Deus, piedade popular e momentos devocionais (terço, adoração ao Santíssimo, via-sacra), espaços de partilha e revisão de vida, atividades pastorais missionárias, dentre outros.

 

VAGAS:

  • Vagas limitadas: 50 participantes

INVESTIMENTO:

O pagamento referente às despesas do Curso e Hospedagem (R$ 5.000,00) podem ser negociadas diretamente com a Casa de Retiros das Rosas:


INSCRIÇÕES:

Mais informações:
  • Pe. Deusmar Jesus da Silva
  • Contato: (61) 2103-8384
  • E-mail: svm@cnbb.org.br

 

APOIO:

Os participantes irão pagar as despesas de viagem e hospedagem, pois, todos os outros custos (assessores, professores, secretária do curso, materiais etc.) serão assumidos pela comissão Episcopal Pastoral para a Vida Consagrada da CNBB.

Dom Geraldo Lyrio Rocha continua internado na UTI

Arcebispo de Mariana está hospitalizado desde 4 de agosto
O arcebispo de Mariana (MG), dom Geraldo Lyrio Rocha, continua internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Madre Teresa, em Belo Horizonte (MG). 
De acordo com comunicado divulgado pela arquidiocese de Mariana, nesta segunda-feira, 22, dom Geraldo "tem manifestado significativa melhora" e "a infecção está sendo debelada".
Ainda, de acordo com o texto, dom Geraldo manifestou "gratidão pela presença de numerosos padres da arquidiocese de Mariana que o têm visitado" e ao arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, que o visitou neste domingo, 21 de agosto".
A arquidiocese também agradece “as manifestações de solidariedade e as constantes orações que têm sido oferecidas pela recuperação da saúde do arcebispo”.

Com informações da arquidiocese de Mariana

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Monsenhor Moacir Silva Arantes é ordenado bispo auxiliar de Goiânia

Fieis de diversas regiões do país participaram da missa de ordenação episcopal do monsenhor Moacir Silva Arantes, no sábado, 13 de agosto, na Igreja Matriz de São Bento, em Itapecerica (MG). Dom Moacir foi nomeado, pelo papa Francisco, bispo auxiliar de Goiânia, em 11 de maio. 
O bispo emérito de Divinópolis, dom José Belvino, foi o ordenante. O bispo de Divinópolis, dom José Carlos, e o arcebispo de Goiânia, dom Washington Cruz, co-ordenantes. Também esteve presente na ocasião o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner.
Em sua homilia, dom José Belvino recordou que os bispos devem valorizar muito os sacerdotes, seus indispensáveis colaboradores. “São os sacerdotes que tornam visível a igreja universal nos lugares onde se encontram”, enfatizou. 
Ainda, em seu discurso, o bispo emérito exortou para que dom Moacir seja um santo bispo “para a sua própria santificação, para o bem das almas, para a glória do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.

No final da celebração, o secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, manifestou apoio ao novo bispo. "Dom Moacir nos ajudou muito na Comissão Vida e Família. Ele foi se inteirando cada vez mais e soube dar assessorias muito importantes. Certamente, agora como bispo dará continuidade ao trabalho que vinha desenvolvendo na Comissão, especialmente, com a encíclica Amoris Laetitia, do papa Francisco. Nós somos muito gratos pelo trabalho que ele realizou na CNBB", afirmou.

Na ocasião, dom Leonardo agradeceu ainda às comunidades da diocese de Divinópolis por mais um bispo. "A paróquia de Itapecerica agora tem o quarto bispo", disse. "Quero agradecer especialmente às comunidades, pois o bispo nasce em uma comunidade. Eles nasce em uma família, na experiência da fé", complementou.

Trajetória

Natural de Itapecerica (MG), o novo bispo nasceu em 03 de junho de 1969. Foi ordenado sacerdote em 14 de agosto de 1999. 
Cursou Filosofia e Teologia em Belo Horizonte (MG). Em sua trajetória sacerdotal, atuou como pároco, administrador paroquial e vigário em seis municípios da diocese de Divinópolis. Também foi membro do Conselho Presbiteral, coordenador da Pastoral das Vocações e Ministérios da diocese, assessor eclesiástico da Pastoral Familiar do regional Leste 2 e assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB.
O lema episcopal de dom Moacir é "Com simplicidade de coração". 

Com informações e foto da diocese de Divinópolis

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Papa Francisco nomeia bispos para Santa Cruz do Sul e Nazaré


O papa Francisco nomeou, nesta quarta-feira, 13 de julho, dom Aloísio Alberto Dilli (à esquerda na foto) como bispo da diocese de Santa Cruz do Sul (RS), e dom Francisco de Assis Dantas de Lucena (à direita) como bispo da diocese de Nazaré (PE).
Neste ato, dom Aloísio foi transferido da sede episcopal de Uruguaiana (RS). Dom Francisco, por sua vez, da diocese de Guarabira (PB).

Trajetórias

Dom Aloísio Alberto Dilli é natural de  Boa Vista (RS). Fez sua profissão religiosa na Ordem dos Frades Menores em outubro de 1975. Sua ordenação presbiteral foi em Poço das Antas (RS), em  janeiro de 1977. Na mesma cidade foi ordenado bispo, em setembro de 2007.
Dom Alberto Dilli cursou Filosofia na Faculdade Nossa Senhora da Conceição, em Viamão (RS), e Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Possui mestrado em Liturgia, pelo Pontifício Instituto Litúrgico Santo Anselmo, em Roma. Atualmente, é membro da Comissão Episcopal para os Textos Litúrgicos (Cetel).
Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena é natural de Jardim do Seridó (RN). Sua ordenação presbiteral foi  julho de 1991, em Caicó (RN), mesmo local onde foi ordenado bispo em agosto de 2008.
Formado em Filosofia e Teologia pelo Seminário Arquidiocesano de São José (RJ), dom Lucena tem especialização em Linguística e Ensino da Língua Materna pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
No regional Nordeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Francisco foi moderador do Tribunal Eclesiástico, coordenador da Equipe Permanente de Campanhas, membro do Conselho Econômico do Conselho Episcopal, bispo referencial da Cáritas, secretário regional. Foi também membro efetivo da Comissão dos Tribunais Eclesiásticos de Segunda Instância da CNBB.

CNBB divulga saudação a dom Lucena

Bispo foi nomeado para a diocese de Nazaré
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou, nesta quarta feira, 13, saudação a dom Francisco de Assis Dantas de Lucena, nomeado pelo papa Francisco para a diocese de Nazaré (PE). O prelado atuava em Guarabira (PB). No texto, assinado pelo bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, são expressados "os mais sinceros agradecimentos" ao bispo pelos trabalhos prestados junto à diocese de Guarabira. 
Confira o texto na íntegra:


Brasília-DF, 13 de julho de 2016 

Saudação a Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena


A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB alegra-se com Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena, nomeado hoje, 13 de julho, pelo Papa Francisco, como Bispo de Nazaré – PE. Dom Francisco foi transferido da Diocese de Guarabira – PB. 
Dom Francisco é natural de Jardim do Seridó - RN.  Foi ordenado presbítero em julho de 1991, e bispo, em agosto de 2008, na cidade de Caicó (RN). Escolheu como lema episcopal “Lux vestra luceat (Que brilhe a vossa luz) Mt 5,16”.
Dom Lucena tem servido seguidamente o Regional Nordeste 2 da CNBB, onde foi moderador do Tribunal Eclesiástico, coordenador da Equipe Permanente de Campanhas, membro do Conselho Econômico do Conselho Episcopal Regional – CONSER NE2, Bispo Referencial da Cáritas NE2, secretário do Regional NE2.  Foi membro efetivo da Comissão dos Tribunais Eclesiásticos de Segunda Instância da CNBB.
Nesta ocasião, expressamos os mais sinceros agradecimentos a Dom Francisco pelos trabalhos prestados junto à Diocese de Guarabira. 
Rogamos a Deus abençoar este nosso irmão no ministério episcopal com abundantes frutos em seu trabalho evangelizador em favor da Igreja Particular de Nazaré.
Com nossas orações,

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília-DF
Secretário-Geral da CNBB